Com reunião do Conselho Consultivo, MasterPlan Londrina 2040 começa a ganhar forma

Fonte: Assessoria de Imprensa da ACIL


Mais um passo para a consolidação do MasterPlan Londrina 2040 foi dado nesta quarta-feira (10) com a primeira reunião do Conselho Consultivo do plano estratégico que vai traçar os rumos para o desenvolvimento de Londrina pelos próximos 20 anos. Contratado pela Prefeitura de Londrina, o MasterPlan é uma reivindicação antiga das entidades que integram o Núcleo de Desenvolvimento Empresarial, entre elas a ACIL. A iniciativa reúne esforços do poder público e da iniciativa privada para discutir com a sociedade quais os principais temas que devem nortear o futuro de Londrina. A reunião foi realizada de forma virtual e contou com diversos representantes da Prefeitura e de entidades da iniciativa privada.


Entre as novidades, está o site do MasterPlan Londrina 2040, que já está disponível ao público pelo endereço www.2040.londrina.pr.gov.br. O site traz um resumo de todo o planejamento, incluindo o andamento de todo o processo, os documentos que já foram concluídos e uma área exclusiva para a participação popular. Como você quer ver Londrina em 2040? Entre e deixe a sua opinião sobre as áreas de infraestrutura urbana, cultura, habitação, economia e empresas, esporte e lazer, inovação, desenvolvimento social e gestão pública, entre outras.


Opiniões


“A experiência mostra que podemos ajudar a moldar o futuro com base nas decisões que tomamos hoje. Precisamos saber quais são as principais decisões para o desenvolvimento do futuro de Londrina. O nosso desafio é juntar todas essas pessoas que podem ajudar e orientá-las para um futuro convergente”, esclareceu Gustavo Morelli, diretor e sócio da Macroplan Prospectiva, Estratégia & Gestão, empresa vencedora da licitação para elaborar o MasterPlan Londrina 2040 e que já realizou trabalhos similares em Belo Horizonte, Niterói e no Espírito Santo.


“Hoje é um marco para a cidade. Londrina, em 2040, por meio do que estamos plantando hoje, certamente estará agradecida a todos nós, que estamos aqui nos empenhando em fazer a diferença para a nossa cidade. Que possamos aproveitar todos os talentos disponíveis, impulsionando o desenvolvimento ordenado por meio do MasterPlan. Que nós sejamos capazes e tenhamos sabedoria, sem ego e sem vaidade, para construir um bom futuro para Londrina”, argumentou Marcia Manfrin, presidente da ACIL.


Cláudia Romariz, presidente do Fórum Desenvolve Londrina, destacou os desafios para a gestão de uma cidade: “É necessário que toda a sociedade participe desse processo ativamente na proposição de soluções, nas implementações e, principalmente, em um plano de ação de longo prazo. O engajamento da sociedade no conceito e na vivência de uma cidade planejada e orientada para o futuro é essencial para a população se sentir participativa”.


“É muito importante essa convergência de interesses com foco naquilo que importa para a cidade. Que Londrina seja um lugar cada vez mais atrativo e mais próspero para que as pessoas possam viver e se desenvolver enquanto sociedade”, ressaltou Fabrício Pires Bianchi, gerente do Sebrae da Regional Norte - Londrina.


“Não é a Macroplan que faz o planejamento sozinha, não é a Prefeitura, não é o setor público, mas sim o envolvimento de todos que estão neste Conselho. Este é um planejamento que deve ser feito a várias mãos. Há muitos anos se comenta sobre um MasterPlan em Londrina, mas conseguimos fechar essa parceria no ano passado, conseguimos fazer a licitação e contratar a Macroplan. É muito importante a participação de todos”, completou Bruno Ubiratan, presidente do Instituto de Desenvolvimento de Londrina - Codel.


Representando a Câmara de Vereadores, Jairo Tamura considerou o MasterPlan um marco para Londrina: “Nós enfrentamos todos os dias as dificuldades de uma cidade que não vem sendo planejada. Sentimos muita dificuldade no desenvolvimento e na atração de novas empresas. Quando a gente pensa em uma Londrina melhor, a gente tem que planejar. Espero que a Câmara possa contribuir, queremos ajudar nessa união”.


Para Fernando Moraes, presidente da Faciap, a parceria entre setores privados e públicos é sinal de fortalecimento: “Com certeza a união de todos é o caminho para termos uma cidade pujante. Peço muita resiliência, porque planejamento não é fácil, mas se todos trabalharem na mesma direção, Londrina vai ser a melhor cidade do Paraná e do Brasil”.


Fases


A primeira fase do MasterPlan contou com um levantamento para avaliar a atual situação de Londrina e responder à pergunta: “Onde estamos?”. A Macroplan fez um Inventário de Iniciativas Estruturantes da Prefeitura, com análises dos diferentes planos e ações de planejamento realizados desde os anos 1980. Este levantamento também inclui um Diagnóstico Retrospectivo dos últimos 10 anos e um Benchmarking com temas relevantes. Todos esses documentos, ricos em informações, estão disponíveis para download na página do MasterPlan (www.2040.londrina.pr.gov.br/produtos).


“Tivemos o trabalho de olhar para diversos indicadores socioeconômicos atuais e verificar retrospectivamente na série histórica dos últimos 10 anos, comparando Londrina consigo mesma, com a Região Metropolitana, com o Estado do Paraná e três outras cidades de perfil semelhante ou no qual Londrina pode se inspirar, que são Joinville, Ribeirão Preto e Uberlândia”, explicou Rodrigo Souza, consultor sênior da Macroplan. “Tudo isso serve de insumo para o trabalho que está começando com a inauguração da parte estratégica do MasterPlan, que é a elaboração de uma visão de futuro para Londrina no ano 2040”, completou. Com a definição dos objetivos, o MasterPlan passa a analisar os meios para alcançar o futuro delineado, desenvolvendo projetos estratégicos.


Paralelamente, será criada uma governança específica para o próprio MasterPlan. “O trabalho de execução começa depois que o plano estiver pronto. Então temos que pensar em um modelo de governança e gestão do plano Londrina 2040”, alertou Rodrigo Souza.


Conselho Consultivo


Além das fases específicas, o MasterPlan precisa realizar um trabalho de mobilização social para garantir a participação ativa da população. “Construir um projeto dessa natureza tem uma parte técnica e metodológica, mas é um projeto de interação social. São as pessoas que constroem isso. Então nós estamos instituindo este Conselho como parte deste projeto de interação e mobilização para ouvir a sociedade”, revelou Rodrigo Souza, lembrando que o site também será utilizado para a realização de pesquisas públicas.


O Conselho Consultivo de Planejamento do MasterPlan Londrina 2040 conta com 31 integrantes das mais diferentes áreas, tanto da iniciativa privada quanto do poder público. Os integrantes foram indicados a partir de reuniões da Equipe Técnica do MasterPlan (confira abaixo a lista completa dos integrantes do Conselho), formada por representantes da Codel, Secretaria de Planejamento e Secretaria de Gestão Pública - contratantes da Macroplan -, junto com ACIL, Sebrae e Fórum Desenvolve Londrina.


Considerado a primeira instância de consulta do MasterPlan à sociedade, o Conselho deve contribuir para o conteúdo do plano, tomar decisões de caráter estratégico para a elaboração e promover discussões dentro das próprias instituições.


Concurso


Em parceria com a Secretaria de Educação, o MasterPlan vai lançar um concurso com estudantes do 1º ao 5º ano da rede pública com desenhos, redações e vídeos sobre a Londrina do futuro.

A intenção é envolver também as famílias na construção do planejamento para 2040, dentro do processo de interação com a sociedade londrinense. O resultado deve ser anunciado em junho. A inscrição será feita no site do MasterPlan a partir da divulgação do concurso nas escolas, que será feita em breve.


“Eu agradeço muito pelo diferencial deste plano, por trazer as crianças para a discussão. Quem sabe elas estarão, daqui a 20 anos, executando o que estamos pensando aqui e agora? Obrigada por incluir nesta conversa quem vai executar esse plano”, destacou Maria Thereza Moraes, secretária de Educação de Londrina.


Documentos


A primeira fase do MasterPlan já rendeu vários documentos que traçam um verdadeiro raio X de Londrina. Todos estão à disposição para download no site. São eles:


- Plano de trabalho: detalha as etapas do planejamento.

- Inventário de iniciativas e planos: apresenta a história de Londrina e mapeia planos anteriores.

- Levantamento da situação atual: analisa e compara os indicadores sócio-econômicos.

- Pesquisa qualitativa: traz entrevistas sobre Londrina realizadas com 80 pessoas.

- Benchmarking: levantamentos de casos e boas práticas de outras cidades em temas relevantes para o desenvolvimento.

- Tendências e incertezas: a ser entregue até o final de março.

Integrantes do Conselho Consultivo do MasterPlan:

- Alex Canziani (Secretaria de Governo)

- Antônio Sampaio (Sociedade Rural do Paraná)

- Ary Sudan (Tamarana Tec.)

- Bernardo Pellegrini (Secretaria de Cultura)

- Bruno Ubiratan (Codel)

- Cláudia Romariz (Fórum Desenvolve Londrina)

- Claudio Tedeschi (Sercomtel Iluminação)

- Costa Branco (CEAL)

- Daiana Lopes (Convention Bureau)

- Euclides Nandes (Sescap)

- Fábio Cavazotti (Secretaria de Gestão Pública)

- Fabrício Pires Bianchi (Sebrae)

- Felippe Machado (Secretaria de Saúde)

- Fernando Moraes (Faciap)

- Gerson Guariente Júnior (Sinduscon)

- Heverson Feliciano (Sebrae)

- Jacqueline Micali (Secretaria de Assistência Social)

- Jairo Tamura (Câmara de Vereadores)

- João Santilli (Salus)

- Leandro Magalhães (Unifil)

- Marcia Manfrin (ACIL)

- Marcelo Canhada (Secretaria de Planejamento)

- Marcelo Cortez (CMTU)

- Marcus Gimenes (Sindimetal)

- Marcus von Borstel (FIEP)

- Maria Thereza Moraes (Secretaria de Educação)

- Paulo Leite (Inovemm)

- Pedro Ramos (Secretaria de Segurança Pública)

- Sandro Nóbrega (Sinduscon)

- Sérgio Carvalho (UEL)

- Sérgio Ozório (Sebrae)

- Tadeu Felismino (IPPUL)